Com 6 deputados presos, petista é eleito presidente da Alerj

02/02/2019 18:23:35
Compartilhar
Deputado petista comandará Alerj em 2019/2020

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) elegeu neste sábado, 2/2, a Mesa Diretora que irá conduzir os trabalhos na casa durante o biênio (2019-2020). Foi eleita a única candidatura confirmada para a presidência da assembleia, encabeçada pelo deputado estadual André Ceciliano (PT). A chapa de Ceciliano obteve 49 votos a favor, sete contra e oito abstenções.

A votação teve apenas 64 dos 70 deputados eleitos. Isto porque, seis estão atualmente presos e sequer foram empossados na sexta-feira. Ficará a cargo da nova mesa diretora decidir se eles poderão ser empossados na cadeia ou em prisão domiciliar.

Cinco dos parlamentares ausentes na posse foram presos na Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio. São eles: André Corrêa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius Neskau (PTB).

O sexto deputado eleito impedido de ser empossado é Anderson Alexandre (Solidariedade), ex-prefeito de Silva Jardim, preso em novembro durante uma operação do Ministério Público Estadual.

Compartilhar