Eleições: Policial federal e médico devem ficar fora da disputa pela Prefeitura de Nova Friburgo

05/07/2016 12:06:10
Compartilhar
O policial Felipe de Luca e o médico Luiz Fernando

Faltando 15 dias para a abertura do prazo para as convenções dos partidos que irão concorrer as eleições de outubro, mudou o cenário de pré-candidaturas a prefeito de Nova Friburgo com a saída de dois nomes cogitados para a disputa: o policial federal Felipe de Luca (PTB) e o médico Luiz Fernando Azevedo (PTN).

A provável saída do petebista da disputa majoritária foi discutida em reunião ocorrida no dia 30, onde também participaram representantes do PRB e PTdoB. A partir do momento em que o presidente do PRB, Eugênio Curty, o Geninho, aceitou convite para assumir a Subprefeitura de Conselheiro Paulino na gestão do prefeito Rogério Cabral (DEM) – pré-candidato à reeleição – ocorreu um esvaziamento da aliança majoritária. A viabilização financeira da campanha também pesou na questão.

Felipe de Luca disse que qualquer negociação de aliança majoritária que vier a ser discutida pelo PTB “não pode ser feita em meu nome”, afirmou. Felipe destacou ainda que conversará, nos próximos dias, sobre os últimos acontecimentos com a regional do partido.

Situação definida é a do médico e vereador Luiz Fernando Azevedo: “Não serei candidato a prefeito”, afirmou ele, que deverá tentar a reeleição para o Legislativo. “Nesse momento não dá para falar em apoio a nenhum dos pré-candidatos a prefeito. Isso só será conversado lá na frente”, acrescentou.

NOMES DOS PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO: A lista de pré-candidatos majoritários, no momento, é a seguinte: Rogério Cabral – DEM; Grace Arruda – PMDB; Glauber Braga – PSOL; Renato Bravo – PP; Renato Abi-Râmia – PR; Marcelo Verly – PSDB; Igor Pinto, do PT; e Hugo Moreno – PSTU.

Compartilhar