Em litígio com Romário, Glauber e Wanderson deixarão o PSB

26/08/2015 13:08:06
Compartilhar
Wanderson e Glauber de malas prontas para deixar o PSB

Os deputados Wanderson Nogueira (estadual) e Glauber Braga (federal) estão em adiantadas negociações para deixar o PSB, partido pelo qual se elegeram em 2014 e atualmente é presidido no Estado do Rio pelo ex-jogador e atual senador Romário. O destino mais provável dos dois políticos é o PSOL. Os três estiveram juntos na campanha de 2014 e os dois parlamentares friburguenses estão rompidos com o senador, sobretudo, Glauber.

“Vamos decidir com todo o grupo político”, disse Wanderson. “Ainda não tem martelo batido, mas estamos dialogando [com o PSOL]. Creio que teremos a situação definida até o início de setembro”, acrescenta Glauber.

O deputado estadual, entretanto, destaca que uma eventual saída do PSB, no seu caso, está condicionada à abertura da janela partidária que está sendo discutida na Reforma Política no Congresso Nacional. “Se não houver a janela fico no PSB, não saio”, destacou.

Já o deputado federal avalia que “tudo caminha para a abertura de uma janela permitindo a troca partidária”, mas, no caso dele, “já existem elementos para justificar a saída [do PSB], sem a perda do mandato, devido à perseguição política que venho sofrendo do diretório regional [presidido pelo senador Romário]”, afirmou Glauber.

Compartilhar