Lutador friburguense se prepara para o UFC

02/05/2015 12:49:48
Compartilhar
O friburguense Marlon Moraes sonha em sem o melhor do mundo

Em busca de um lugar ao sol e próximo de chegar à elite do MMA profissional, se tornando assim mais uma promessa brasileira no UFC. Este é o lutador friburguense Marlon Moraes, especialista em Muay Thai e Jiu Jitsu e atualmente campeão dos pesos galos do World Series Of Fighting (WSOF), um dos eventos de acesso ao Ultimate.

“Estou pronto para atuar no UFC”, diz Marlon.

Marlon Moraes, de 26 anos, nasceu em Nova Friburgo e iniciou nas artes marciais através do Jiu Jitsu aos sete anos de idade. Aos 15 anos ingressou no Muay Thai e em 2007 começou sua trajetória nas Artes Marciais Mistas, treinado pelo mestre Anderson França.

Lutando em eventos nacionais, ele começou a se destacar como striker e a conquistar importantes vitórias em franquias como o Shoto Brazil e o MMA Brazil Fight Center. Desta maneira, o brasileiro logo chamou a atenção dos americanos e em 2011 passou a treinar e morar nos Estados Unidos.
Marlon passou a atuar em eventos como XFC e World Extreme Fighting, até chegar ao World Series of Fighting. Com um estilo de luta agressivo e de trocação franca, o friburguense dominou os adversários e venceu suas quatro primeiras lutas na organização.

Dessa forma, ganhou a chance de disputar o cinturão da franquia no dia 29 de março do ano passado contra Josh Rettinghouse. E em um duelo duro, o brasileiro venceu por decisão unânime e conquistou o cinturão, entrando para o seleto grupo de atletas brasileiros que possuem um cinturão no MMA mundial, além do UFC.

Ele falou sobre sua trajetória nos Estados Unidos e sua alegria em conquistar o cinturão: “Fiquei muito feliz ao conquistar o cinturão e chegar ao ápice da minha carreira até o momento. Eu tenho o objetivo de ser o melhor do mundo e quero em breve estar lutando entre os melhores”, afirmou ele, falando sobre seu estilo de luta.

E acrescenta: “Sou um striker, minha paixão é a trocação e sempre busco finalizar meus adversários. Se meus rivais não caem no começo, eu tento até conseguir. Se ele me acerta, eu busco acertá-lo depois e vencer por pontos”, destacou.

Marlon falou ainda que deverá realizar sua segunda defesa de cinturão no WSOF entre junho e julho e se disse pronto para lutar no UFC. “Na minha opinião estou pronto para lutar no UFC e por escolha própria, ainda não estou lá. Mas pretendo estar lutando na franquia em breve. Enquanto isso seguirei representando o World Series”, destacou.

Após a conquista do cinturão, o lutador brasileiro, que treina ao lado de nomes como Edson Barboza e Frankie Edgar do UFC, derrotou em um duelo de pesos casados o americano Cody Bollinger.
Em sua primeira defesa de cinturão, em um combate equilibrado, Marlon Moraes conseguiu manter o cinturão após vencer Josh Hill por decisão unânime dos juízes, em Edmonton no Canadá, no dia 12 de janeiro deste ano.

Fonte: Jornal O Fluminense

Compartilhar