Prefeitura cancela desconto no salário e médicos abortam greve

24/11/2016 08:14:10
Compartilhar
Médicos vinham ameaçando cruzar os braços no Raul Sertã

“Não vamos fazer a greve, mas continuaremos com o movimento Luto pela saúde de Nova Friburgo”. A declaração é do presidente do Sindicato dos Médicos (SinMed/NF), Alexandre Vieiralves de Castro. A categoria vinha ameaçando cruzar os braços nos Hospitais Raul Sertã e na Maternidade devido ao corte de gratificações no contra-cheque de outubro pago pela Prefeitura.

Na segunda-feira, 21, o prefeito Rogério Cabral e o secretário municipal de Saúde, Rafael Tavares Garcia, informaram durante coletiva à imprensa na Prefeitura de Nova Friburgo, que o corte nas gratificações de até 30% efetuado a partir da folha de pagamento de outubro estava “suspenso e cancelado”.

A decisão do governo municipal foi fundamental para colocar um ponto final na ameaça da categoria de cruzar os braços a partir desta semana, conforme vinha sendo propalado pelo Sindicato dos Médicos.

“Aproveitamos que está sendo verificado junto a Secretaria de Fazenda a forma e o prazo para devolução dos descontos efetuados no mês de outubro”, acrescentou o secretário de Saúde.

NOVAS ESCALAS – Atendendo o Ministério Público do Trabalho, a Prefeitura de Friburgo informou ainda que fará alteração no plantão médico nas unidades de saúde do município. A escala de 24 horas ininterrupta que vem sendo utilizada será dividida ao meio, ou seja, com o plantão tendo duração máxima de 12 horas.

Compartilhar