Sem recursos de empresas, candidatos usam verba do próprio bolso na campanha

06/09/2016 09:10:25
Compartilhar
Os seis candidatos a prefeito de Nova Friburgo

De acordo com os dados disponibilizados pelos próprios candidatos, os seis postulantes ao cargo de prefeito e 359 concorrentes a vereador de Nova Friburgo estão encontrando muitas dificuldades para arrecadar recursos para alimentar suas campanhas. Ou seja, estão tendo que investir recursos do próprio bolso para divulgar seus nomes junto aos 151.045 eleitores do município.

Nas prestações de contas ao TSE, o candidato a prefeito Glauber Braga (PSOL) foi o que mais gastou do próprio bolso: dos R$ 140.700 arrecadados, R$ 77 mil sairam de sua conta pessoal. O seu vice, Cláudio Damião, investiu R$ 15 mil e a dobradinha informou ter recebido R$ 50 mil do PSOL nacional.

Em segundo lugar em arrecadação, a candidata a prefeito Grace Arruda (PMDB) ainda não gastou dinheiro do bolso, mas o seu vice, Rommel Condé doou R$ 20 mil dos R$ 73,1 mil obtidos na campanha. Outros R$ 50 mil foram repassados pela direção distrital do PMDB.
O candidato Rogério Cabral (DEM) declarou à Justiça Eleitoral ter gasto R$ 33.780 dos R$ 65.380 obtidos pela sua campanha. Renato Bravo (PP) não tirou nada do bolso e recebeu R$ 30 mil da direção nacional do partido.

As prestações de contas dos candidatos Renato Abi-Râmia (PR) e Hugo Moreno (PSTU) continuam zeradas no TSE.

Antes, eram feitas prestações de contas em duas datas. Agora, os candidatos devem apresentar os dados a cada 72 horas. As doações de empresas estão proibidas. O limite de gastos de campanha não poderá ultrapassar R$ 1.470.181.14.

Compartilhar