Traficante que executou policial de Friburgo deixa hospital e vai para presídio

18/02/2016 16:49:51
Compartilhar
Cartaz divulgado pela Secretaria de Segurança: João Ubaldo, matador de policial

Apontado como líder do tráfico de drogas na Favela do Dique, em Duque de Caxias, João Ubaldo Arruda Miranda, de 21 anos, enfim, está atrás das grades, numa penitenciária. Ele é acusado de ter participado em 2013 – junto com outros três comparsas – do assassinato do policial civil Jaime Antunes, 44 anos, na ocasião lotado na Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) de Nova Friburgo.

O traficante estava internado desde janeiro internado num hospital da Baixada Fluminense depois de ter sido baleado numa troca de tiros com a Polícia Militar, quando foi capturado. Esta semana, ele deixou o hospital e foi levado para o presídio de Bangu, na zona oeste do Rio.

ASSASSINATO – O policial civil Jaime Antônio Antunes, 44 anos, foi assassinado com 10 tiros em janeiro de 2013 em frente à casa dele, na Rua Santa Luz, em Vista Alegre, na Zona Norte.
Jaime foi abordado por bandidos que roubaram o carro e os pertences dele. Ele teria reagido, foi baleado, socorrido ao Hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas chegou morto.
Na ocasião, o policial feriu dois dos quatro ladrões. Jaime Antunes iria se aposentar em 2014.

Compartilhar