Friburgo: Idoso morreu por falta de vaga na UTI/Covid no HMRS

03/04/2021 18:36:52
Compartilhar
Prefeitura admitiu o fato em live do prefeito e assessores

Por Jornal O Dia

Na transmissão ao vivo realizada na noite de quinta-feira, 1/4, a secretária de Saúde, Nicole Ribeiro Lessa Cipriano, confirmou a morte de um paciente com Covid-19 no município por falta de uma vaga em leito de UTI. Segundo a secretária, o paciente estava internado e recebendo assistência hospitalar e o município chegou a receber o pedido da Defensoria Pública sobre a necessidade de leito, mas o Hospital Municipal Raul Sertã não tinha leito disponível e não houve tempo para fazer a transferência por meio dos leitos regulados pelo Estado.

Segundo a família, em mensagem de áudio enviada ao RJTV, o idoso, de 71 anos estava internado na unidade e no dia 20 de março foi comunicado pela equipe médica que o estado de saúde dele havia se agravado e que foi necessária a intubação, sendo então aguardada a transferência do paciente para um leito de UTI. A morte do idoso foi confirmada no dia seguinte.

De acordo com o boletim Covid-19, no dia 20 o Hospital Municipal Raul Sertã tinha um leito de UTI disponível, dos 20 que estão abertos na unidade. Já no dia 21 a taxa de ocupação era de 100%.

Ainda de acordo com a secretária de Saúde, foi feito pedido por um leito regulado, uma vez que o Hospital Municipal Raul Sertã não tinha leito de UTI disponível para atender o paciente, mas o estado de saúde dele era grave: “Infelizmente não houve leito no Raul Sertã e nem tempo hábil para fazer a transferência, então tivemos a perda de uma vida”.

Nicole Lessa ainda comentou que o município passou pela situação de falta de leitos para atendimento com outros três pacientes, sendo feitas três tentativas de regulação, mas que não houve necessidade de transferência, porque em seguida foram abertas vagas na UTI no hospital municipal.

Compartilhar