Memória em Foco

A vitalidade das palavras

Diariamente, em nossas conversações, pronunciamos palavras de nosso vocabulário, carregadas de um vigor ou de uma sensibilidade que, muitas vezes, não percebemos. Vejamos algumas: PRESENTE – É uma palavra que não expressa apenas um período do tempo, a atualidade, também, é um objeto que oferecemos a alguém. É algo marcante, pois significa que a nossa imagem estará sempre presente, viva, gravada naquela prenda ofertada. IMPOSTO – De imediato, nos lembra os tributos, as nossas obrigações para com os órgãos públicos, pagamentos de Imposto de Renda, Imposto Predial, Imposto de Transmissão, e outros mais. Não é algo espontâneo, na verdade, é

10 dias atrás 04/04/2024 20:15:24

Como surgiu o samba no Rio de Janeiro

Publicado em 22/02/2017 “Quem não gosta de samba… bom sujeito não é” (Dorival Caymmi) Em poucos dias, estaremos em pleno “Reinado de Momo”, com os desfiles grandiosos das famosas Escolas de Samba, que levam a multidão ao delírio. Eu, também, sou tomada por grande sentimento de entusiasmo e de encantamento e, retroagindo no tempo, me vejo no final do Século XIX início de XX, na cidade do Rio de Janeiro. Naquela época, após a Abolição da Escravatura, muitos foram os ex- escravos que deixaram a Bahia e vieram para o Rio que, por ser a capital do país, oferecia maior

2 meses atrás 03/02/2024 20:23:04

Presépio de São Francisco de Assis completa 800 anos          

O primeiro presépio que existiu no mundo foi criado por São Francisco de Assis, no Natal de 1223, Século XIII, portanto há 800 anos. Foi montado numa gruta, em Greccio, Província de Rieti, na Itália, tendo por finalidade explicar aos camponeses a história do nascimento de Jesus. Eles tinham dificuldade de aprender, porque a liturgia era toda em latim.                                                                                          Com autorização do Papa da época, São Francisco construiu um cenário vivo, composto por um boi, um burrico, algumas ovelhas, participando um cavaleiro da nobreza local, Giovanni Velita e sua mulher Alticama Castelli. Sobre a manjedoura coberta de palhas, foi colocada

3 meses atrás 20/12/2023 20:40:21

OS 85 ANOS DO CENTRO DE SAÚDE

O passar dos anos nos faz, cada vez, mais emotivos e sensíveis, e eu não sou poupada de tal regra. Quantas vezes, ao caminhar pelas ruas de nossa amada cidade, pela calçada de algum prédio antigo, a imagem dos seus primitivos moradores surge, em minha mente, com uma nitidez indescritível. É o que me acontece, ao avistar o imóvel que abrigou o antigo Centro de Saúde, no cruzamento das Ruas Augusto Cardoso e Prefeito José Eugênio Miller (outrora, Ruas Dona Umbelina e Governador Portella). Em suas varandas, lá estão os médicos, as enfermeiras, os guardas-sanitários e outros funcionários, em pleno

4 meses atrás 18/11/2023 13:44:25

U’A MESTRA COMO POUCAS

Publicado em 14/10/2017 A figura da primeira professora constitui algo de muito marcante em nossas vidas, principalmente, se ela é a única durante  todo o Curso Primário. Há algumas décadas, era muito comum a “Professora de Primeiras Letras” ou a “Professora Particular” que lecionava em sua própria casa. Eu mesma tive o privilégio de viver  tal experiência.    Ao completar seis anos de idade, ganhei uma pasta escolar de couro (naquele tempo não se usava mochila), de minha avó materna. Fiquei tão entusiasmada, que não quis esperar pelos sete anos, para ir para o colégio, como era de costume, na

6 meses atrás 11/10/2023 20:03:17

A INAUGURAÇÃO DA ESTRADA DE FERRO DE NOVA FRIBURGO

( no ano do seu sesquicentenário- 150 anos – 1873 / 2023) Foi o 1º Barão de Nova Friburgo, Antônio Clemente Pinto, o iniciador da construção da Estrada de Ferro que ligaria Niterói a Cantagalo, obtendo do governo a concessão, em 1857, segundo Carlos Rodolpho Fischer, em sua obra “Nova Friburgo Em Quatro Tempos”. De acordo com o referido autor, no ano de 1859, foi iniciado o trecho Porto das Caixas/Cachoeiras de Macacu, concluído em 1860. Com a morte do 1º Barão, no ano de 1869, o seu filho Bernardo Clemente Pinto, o 2º Barão de Nova Friburgo, levou adiante

6 meses atrás 16/09/2023 20:23:49

O PALACETE DE MADAME SANT’ANNA

Publicado em 10/05/2018 Fotos: Arquivo Leyla Lopes e Fundação D. João VI de Nova Friburgo É notório o fascínio que a casa de Madame Sant´Anna sempre exerceu sobre as pessoas, quer pela beleza de suas linhas arquitetônicas, quer pelo ar de mistério que sempre a envolveu. O fato de poucos terem tido o privilégio de frequentar aquela propriedade, aguçava a imaginação da maioria das pessoas. Dentre as muitas balelas que corriam a seu respeito, predominava a que dizia ser a casa mal-assombrada, decorada com cortinas pretas.    A verdade é que pelo fato do citado casarão ser constituído de muitos cômodos,

7 meses atrás 21/08/2023 18:11:27

O CINE LEAL

Publicado em 18/09/2014 Para se falar a respeito do Cinema Leal, é necessário retroagir no tempo, voltar à época da fundação de nossas bandas musicais. A Sociedade Musical Beneficente Euterpe Friburguense foi fundada, em 26 de fevereiro de 1863, pelo maestro português Samuel Antônio dos Santos, com a ajuda de amigos das famílias Bravo, Tingly, Sardou, Martignoni, Berçot e outros. Alguns anos depois, começou a surgir, dentro da monarquista Euterpe, um grupo dissidente de republicanos- Galiano Emílio das Neves, Eduardo Salusse, Eduardo Eugênio de Castro e Antônio de Souza Cardoso – liderado pelo Major Augusto Marques Braga. O referido grupo

9 meses atrás 07/07/2023 19:40:11

O FASCÍNIO DOS CONCURSOS DE BELEZA

Publicado em 01/10/2014 Numa tarde, de um certo dia, do distante ano de 1960, estava em meu quarto, na Pensão Sete de Setembro, em Petrópolis, quando fui surpreendida pelo chamado da dona da referida pensão. Ela queria que eu conhecesse uma senhora, que estava visitando duas amigas ali hospedadas, Beth e Margot. Não era uma qualquer, tratava-se daquela que havia sido a primeira Miss Brasil. Além disso, o que causava curiosidade é que constava que ela havia feito uma cirurgia plástica facial, algo inédito e fora do comum, para a época. Ela costumava passar longas temporadas na Cidade Imperial, não

9 meses atrás 30/06/2023 18:36:28

A HOLLYWOOD FRIBURGUENSE

Publicado em 09/10/2014 Homenagem pelo Dia do Cinema Brasileiro – 19 de junho No ano de 1966, o ator, roteirista e diretor Mozael Silveira escolheu Nova Friburgo para cenário de seu filme “Em Ritmo Jovem”. O ator principal era o cantor Márcio Greyck que fazia par romântico com a, também, cantora Adriana. O elenco era, ainda, constituído de Grande Otelo, Moacyr Deriquém, Jorge Murad, Vanja Orico, Denise Barreto e outros. O filme conta a história de um cantor que escolhe Nova Friburgo para repousar e que, pelo excesso de trabalho, se encontra muito fatigado e estressado. O personagem ao chegar

9 meses atrás 18/06/2023 12:53:20

Como surgiu há 90 anos, a Casa dos Pobres de São Vicente de Paulo

Publicado em 24/05/2018 Por volta das últimas décadas do Século XIX e das primeiras do Século XX, na cidade de Nova Friburgo, em meio ao modesto casario existente, surgiram prédios comerciais (loja na parte térrea e moradia no sobrado) e vistosas residências, principalmente, na Praça XV de Novembro (Getúlio Vargas) e na Rua General Argolo (Alberto Braune). As Ruas Três de Janeiro (Monsenhor Miranda), General Câmara (Augusto Spinelli) e General Osório eram artérias residenciais, ostentando amplas e belas casas. Esta última, conhecida por “Rua do Chateau”, devido ao prédio Chateau du Roi (anterior ao do Colégio Anchieta), era quase toda

10 meses atrás 30/05/2023 18:44:50

CARTA DE ADEUS AO CINEMA ELDORADO

(Carta entregue ao Sr. Rubem Leal Pinto, proprietário do Cinema Eldorado, no último dia do seu funcionamento, em 31 de maio de 1976) ELDORADO, adeus! Talvez pareça excesso de sentimentalismo, mas a verdade é que chorei, quando tive a certeza de que o Eldorado iria acabar. Para mim, aquela casa de espetáculos não era apenas um prédio, um imóvel, algo inanimado; para mim, era um relicário precioso, o templo sagrado das minhas recordações infanto-juvenis. Parece-me que nunca me importei com o passar do tempo, todas as imagens queridas do passado estavam ali, vivas, intactas, guardadas, protegidas pelas paredes do Eldorado,

10 meses atrás 27/05/2023 19:47:49

Maio – Mês que evoca muitas lembranças

Publicado em 08/05/2019 O quinto mês do nosso calendário gregoriano, MAIO, desde a época dos calendários romano e juliano, tem esta denominação, em homenagem à deusa Maia, deusa da fecundidade e da fartura, filha do deus Atlas. Em nossos dias, devido às muitas comemorações nele contidas, é chamado de “Mês das Mães”, “Mês das Noivas” e de “Mês de Maria”. No século passado, dos anos 40 aos 60, nas tardes de sábado, as cerimônias matrimoniais eram de tal número, que se sucediam, de meia em meia hora, na Capela de Santo Antônio, no Suspiro, e na Matriz (hoje, Catedral) de

11 meses atrás 10/05/2023 18:44:23
CARREGAR MAIS +