Friburgo: Prefeitura afasta 6 funcionárias da Casa de Passagem

09/09/2021 09:09:54
Compartilhar
Afastamento das servidoras foi determinado pela Justiça (foto: ilustração)

UNIDADE ATENDE MENORES VÍTIMAS DE MAUS TRATOS, ABUSOS E ABANDONO


A Prefeitura de Nova Friburgo publicou no Diário Oficial Eletrônico do município, datado de 3 de setembro, portarias afastando temporariamente seis servidoras públicas lotadas na Casa de Acolhimento Institucional Vila Sorriso (Caivs), localizada em Vargem Grande, no Cônego.


A Casa de Passagem, como é conhecida, abriga menores de idade em recuperação psicológica por conta de maus tratos, abuso e abandono. Atualmente, cerca de 20 adolescentes são atendidas no local.


O afastamento das servidoras por 30 dias – podendo ser prorrogado por mais 90 dias – foi determinado pela Justiça da Infância e Adolescência, através de processo movido pelo Ministério Público. O processo em questão segue em segredo de justiça.


“Determinar a suspensão (das seis servidoras) lotadas na Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos, Trabalho e Políticas Públicas para a Juventude, pelo período de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais noventa dias, sem prejuízo da remuneração, a fim de que as servidoras não venham a influir na apuração dos fatos, objeto do processo em referência”, diz as portarias 1703, 1704, 1705, 1706, 1707 e 1708 assinadas pelo prefeito Johnny Maycon (Republicanos).


VISITA – Em meados de agosto, o prefeito visitou o local com registro da assessoria de imprensa do governo municipal: “Me chamou a atenção como que as nossas crianças e adolescentes estão sendo bem tratadas nesse acolhimento da Caivs. O espaço tem total capacidade para suprir todas as necessidades desses jovens. É de se emocionar ver como a equipe de assistência social se mostra preparada e está integrada com a equipe da Secrqetaria de Saúde”, disse Johnny Maycon na publicação oficial.


NOTA OFICIAL DA PREFEITURA DE FRIBURGO


“A Secretaria de Assistência Social Direitos Humanos, Trabalho e Políticas Públicas para Juventude informa que na última sexta-feira, 3/9, em cumprimento de decisão judicial, suspendeu de forma preventiva seis servidores municipais pelo período de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 90 dias. O afastamento se deu para apuração dos fatos, cujo processo está sob sigilo”.

Compartilhar