Vereadores polemizam e votação do projeto do concurso da Prefeitura poderá ficar para 2015

09/12/2014 20:42:12
Compartilhar
Representantes do Legislativo e Executivo se reuniram na Câmara: sem acordo

O anteprojeto enviado em regime de urgência, urgentíssima pelo prefeito Rogério Cabral solicitando autorização da Câmara para realizar o novo concurso público da Prefeitura (868 vagas) poderá ser votado apenas no ano que vem.

Após uma longa reunião realizada na tarde desta terça-feira, 9, na Câmara, com a presença do prefeito, do secretário de Finanças, Juvenal Condack, e da subsecretária de Recursos Humanos da Prefeitura, Ana Paula Navega, entre outros assessores, um grupo de vereadores (entre os quais, Claudio Damião, Pierre Moraes, Nami Nassif, Ricardo Figueira) deixou claro que só aceita votar a matéria se houver a mudança do regime de contratação dos aprovados de celetista para estatutário. São necessários 14 votos para a aprovação da matéria no Legislativo.

O governo municipal deve avaliar a questão com a bancada. O caso também poderá voltar a ser debatido com o Ministério Público, com quem a Prefeitura firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em 2012, para realizar um novo concurso público.

Compartilhar