Sérgio Cabral é condenado a mais 10 anos de prisão por propina

04/03/2021 17:54:51
Compartilhar
Sérgio Cabral: penas somadas passam de 340 anos

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral foi condenado a mais 10 anos e 4 meses de prisão em regime fechado, por corrupção passiva.

Esta é a 18ª condenação de Cabral na Lava-Jato. Com isso, as penas do governador chegam a 342 anos, 9 meses e 16 dias de prisão.

Neste processo, Cabral foi condenado por recebimento de propina da Construtora Oriente, para beneficiar a empresa em obras do governo do Estado na época em que era governador.

Na sentença, o juiz federal Marcelo Bretas reduziu em um terço a pena-base de Sérgio Cabral, devido à confissão dos crimes. O magistrado, no entanto, não aplicou os benefícios previstos no acordo de delação premiada do ex-governador, porque na decisão de homologação, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, estabeleceu que os benefícios não se aplicariam às ações penais que já estavam em curso.

Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, a propina paga pela Construtora Oriente correspondia a 1% do valor dos contratos com o estado – a chamada “taxa de oxigênio”.

Compartilhar