Eleição 2022: 12 pré-candidatos querem disputar a presidência

08/01/2022 08:46:42
Compartilhar
Lula, Bolsonaro, Moro, Ciro e Doria: cinco dos 12 nomes

Faltam menos de 10 meses para o 1º turno das eleições presidenciais, que irá ocorrer em 2 de outubro de 2022, e 12 pré-candidatos até o momento colocaram seus respectivos nomes para disputarem as eleições presidenciais.


Apesar de evitar falar em candidatura, o atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) é pré-candidato à reeleição. O seu novo partido, PL, já vem articulando com outras legendas um arco de aliança visando o projeto de reeleição.


Outro nome que se coloca neste mesmo cenário é o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Lula vem percorrendo o Brasil buscando alianças e aproximou do ex-governador paulista Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB. O ex-tucano é cotado para ser o vice na chapa do petista.


Recém-filiado ao Podemos, o ex-ministro e ex-juiz federal, Sergio Moro, é um dos pré-candidatos da chamada “terceira via”. Seu nome ganhou projeção nacional quando era o juiz de 1ª Instância – responsável pelas condenações relacionadas à Operação Lava Jato.


Ciro Gomes é outro pré-candidato. Ele foi governador do Ceará (1991-1994), ministro da Fazenda (1994-95) e ministro da Integração Nacional (2003-2006), e disputou a última eleição presidencial em 2018 pelo PDT – ficando em 3º lugar.


João Doria (PSDB) é o atual governador de São Paulo – e venceu as prévias do partido para ser o pré-candidato à Presidência da República. Nas prévias, ele derrotou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus (Amazonas), Arthur Virgílio Neto.


Em dezembro, o MDB lançou a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS). Por enquanto, é a única mulher que pretende disputar a presidência da República.


Outro senador que é pré-candidato é Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Ele foi outro parlamentar que se destacou na atuação na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.


Além deles, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), é pré-candidato, mas ainda sem fazer muito alarde. O presidente Nacional do PSD, Gilberto Kassab, já declarou publicamente que Pacheco será o nome do partido para ser a “terceira via” nas eleições presidenciais.


O partido Avante lançou a pré-candidatura à Presidência da República, do deputado federal André Janones. De Minas Gerais, o parlamentar é um dos políticos mais seguidos nas redes sociais e conta com um engajamento de 50 milhões de visualizações.


Sem partido, o ex-ministro Aldo Rebelo manifestou publicamente que é pré-candidato à Presidência da República.


Recém-lançado pelo Novo como pré-candidato à Presidência da República em 2022, Felipe D’Avila é cientista político e coordenador do movimento Unidos Pelo Brasil e fundador da organização sem fins lucrativos CLP (Centro de Liderança Pública).


Outro pré-candidato é Leonardo Péricles Vieira Roque, ou simplesmente Léo Péricles. Ele é o 1º pré-candidato negro à Presidência da República em 2022. Péricles é presidente do partido mais novo do Brasil, o UP (Unidade Popular pelo Socialismo), criado em dezembro de 2019.

Compartilhar