Friburgo: Homem mata a mulher grávida e a sogra, fere o sogro, e é preso

14/08/2021 10:24:26
Compartilhar

Tragédia familiar! Um homem identificado como Ricardo Pinheiro Jucá Vasconcelos, 43 anos, matou a esposa (grávida de 6 meses) e a sogra, com disparos de uma pistola Glock, 9mm, e ainda feriu a tiros o sogro na noite desta sexta-feira, 13/8, na Rua Wenceslau Braz, no Cônego. Em seguida, ele foi preso por policiais militares, ainda na residência.


O acusado, segundo a polícia, costumava postar fotos nas redes sociais com armas de fogo e estandes de tiros. Ele estaria atuando no ramo de criptomoedas. Durante o trajeto para a 151ª DP, segundo a polícia, ele confessou ter sido o autor dos homicídios contra a esposa grávida e a sogra, além da tentativa de homicídio contra o sogro. A motivação ainda é desconhecida.


As vítimas fatais são a mulher do acusado, Nahathy Gomes de Mello, 33 anos, – encontrada sem vida num dos quartos no segundo andar do imóvel; e a sogra Rosemary Gomes de Mello, 67 anos, – alvejada na sala, no primeiro piso da casa.


O sogro Wellington Braga de Mello, 75 anos, foi alvejado com dois tiros, mas sobreviveu. Ele foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Municipal Raul Sertã.


As vítimas não tiveram a mínima chance de defesa.

Pistola, carregadores e munições apreendidas pela PM na residência (foto: 11º BPM)


A PM foi acionada para a ocorrência às 21h55. No local, os agentes policiais encontraram o sogro do acusado ferido no portão da casa. Em seguida, com as primeiras informações sobre a autoria dos fatos, os policiais entraram na residência e localizaram o acusado que estava desarmado naquele momento, mas tentou resistir à abordagem. Ele foi contido e algemado.


No interior da residência, os policiais se depararam com cenas dantescas, com a sogra morta na sala e a mulher grávida, sem vida, no quarto. A pistola e três carregadores foi localizada sobre a cama.


Na delegacia, em depoimento, o acusado alegou ter tido um “transtorno psiquico”. A polícia aguarda a liberação médica do sogro para ouvir o seu depoimento e tentar descobrir a real motivação dos crimes bárbaros.


A Polícia Civil Técnica fez perícia no imóvel e os corpos foram encaminhados para o IML, antes da liberação para os sepultamentos. O acusado está sendo conduzido para presídio no Rio de Janeiro.


MATÉRIA ATUALIZADA: LEIA AQUI

Compartilhar